Paralelos

Encosta a cabeça no meu peito e faz que dorme. Eu me ajeito, ela se esparrama.
O táxi vai devagar, mas quem se importa? Cobrou pela viagem, tudo bem, pode ir sem pressa.
Beto e o motorista conversam qualquer coisa sobre futebol, ou sobre velhos pedestres bêbados, ou sei lá o quê. Eu mal ouço, e nem ligo.
Enquanto afago os cabelos mal tingidos de minha pequena garota, tenho a certeza de que Lídia tem o perfume que eu sempre quis sentir.

Às vezes tento entender como foi que aconteceu, se somos mesmo assim tão diferentes…
Eu visto jeans e uma camisa vermelha de malha. Ela usa sandalhas e um pequeno e leve vestido de alça branco dois palmos acima do joelho;
Eu ouço bandas estranhas e ela gosta de novela;
Acendo um cigarro. Ela se olha no espelho;
Eu peço uma cerveja, ela demora a me beijar.

Somos de mundos desiguais. Eu sou de um mundo onde vivem perdedores. Onde habitam aqueles que já não acreditam mais, os que desistiram de tentar, os que tentaram sem conseguir, os que tentaram, conseguiram, se arrependeram e passam os dias pensando em como teria sido melhor se houvessem desistido sem nunca terem tentado. Sou de um lugar onde a dor não se cura, mas se mascara com um porre. Dos que rasgam fotos, queimam cartas e tentam em vão não lembrar. De um lugar onde a carência e a falta do último amor são esquecidas por minutos nos braços da primeira ruiva vagabunda que se possa encontrar, para tempos depois serem fortes como jamais haviam sido. De um lugar onde falhamos, pedimos perdão e até somos perdoados… mas onde nada volta a ser como era antes. Ela… ela é do mundo dos sorrisos. Do paraíso onde sempre há uma nova esperança, onde muito pouco é perfeito, mas… e daí?! Se não deu certo é bola pra frente, a vida segue, façamos o melhor! Ela é de um mundo em que não importa o tamanho da ferida se tudo um dia vai cicatrizar. De um mundo onde cada nova paixão é sempre como a primeira, e as pessoas se entregam de verdade, sem receios e sem reservas. De um lugar onde guardanapos escritos “eu te amo” são belas e importantes recordações, de onde “eu te amo”, dito, ouvido ou escrito sempre soa como sincero, não importa quem declara. De um lugar onde a saudade existe sem ser triste. De um mundo em que as pessoas são fortes o bastante para perdoarem os piores erros, mas têm orgulho suficiente para não voltarem atrás.

Eu ou ela, quem está mudando? Quem está entrando no mundo de quem?
Tudo é tão bom que às vezes tenho medo.
Ponho a mão em seu joelho. Lídia abre olhos, me olha, levanta, toca meu rosto e me beija de leve, como se dissesse “Não pense nessas coisas! Está tudo bem agora!”, adivinhando meus pensamentos.

O carro pára e eu a acompanho até o portão. Segurando suas mãos, calado, a encaro como se fosse possível dizer tudo em apenas um olhar. Ela, talvez ainda mais que eu, entende, e sorri desviando os olhos.

A pedido de Beto, o motorista buzina. Um beijo de boa noite e eu volto para o táxi.

Sei que um dia isso também vai acabar, e quando acontecer, pode ser que eu perceba que ninguém mudou e que o meu mundo é exatamente o mesmo de todas as outras vezes. Uma coisa porém talvez eu já tenha aprendido: para que pensar nisso? Esse ainda é só o começo!

5 Respostas to “Paralelos”

  1. honey Says:

    eu acho q o meu mundo tem um pouco desses dois mundos descritos
    e é meu desafio encontrar algum equilibrio entre eles😉

    talvez seja esse o desafio de todo ser humano
    encontrar o equilibrio entre o seu mundo e o do outro

    lindissimo texto, pra variar
    cada vez gosto mais

    [vou providenciar um link pra ca, to adorando te ler]😉

  2. Lara Says:

    to no mundo do cara!

    =/

    parabéééns,mais um muito booooom!

    s2

    ;*********************

  3. Jorge Wagner Says:

    é, eu também, Lara.

    obg pelos comentários, pessoal!

  4. jeh Says:

    acho que eu pertenço ao mesmo mundo que ele.

    mais no final de tudo, nosso mundo sempre fica um pouco diferente.

  5. Doug Says:

    Mto bom texto…mas não se esqueça…um prego pode mudar a vida de uma pessoa!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: