“os ventos da mudança…”

De uma hora para outra parece que meu mundo resolveu rodar mais rápido que o normal. Em duas semanas apresentei a monografia (e me vi saindo da condição de estudante para a condição de desempregado), tive ótimos e péssimos momentos ao mesmo tempo (inclusive alguns dos meus melhores dias em muito, muito tempo, seguidos de um PÉSSIMO final de semana).
Na segunda, alguns pequenos flashs me deram sinais de que boas coisas poderiam acontecer. Sorrisos. Uma leve esperança no peito.
Ontem me peguei jogando algumas peças de roupa e vindo para São Paulo em menos de uma hora após receber um email que me convidava para uma entrevista de emprego. Nada certo ainda, é verdade.
Nunca escondi minha vontade de mudar de ares (não necessariamente para os ares poluídos de São Paulo), de necessariamente começar a MINHA vida, ter o MEU dinheiro, a MINHA casa etc. Enquanto o ônibus quase vazio seguia silêncioso pela Rodovia Presidente Dutra, eu tinha certeza de que partir – para qualquer lugar – seria minha única chance de me livrar de certos fantasmas. Só que nesse momento, estranhamente, já não há mais fantasmas. A simples possibilidade de que eu tenha realmente que me afastar de uma série de situações fez com que eles fossem embora.

Tá, to falando demais e não faz tanto sentido assim. E agora preciso ir. Torçam por mim, mais uma vez, meus amigos.
****

Seis da tarde. Já fui na tal entrevista. Sabe aquelas coisas “nada demais”? Então… nada demais.
A tarde de hoje foi, nas palavras da própria encarregada do setor de RH, uma triagem. Na seqüência, minha inscrição (e de uma outra candidata com pose de Fátima Bernardes que estava por lá) será enviada para a editora ———, que deverá me chamar para um teste em breve.

Ponto para mim, que nem precisava ter vindo à Sampa nessa semana.

O que a wannabe de Fátima Bernardes não sabe é que, na manhã de hoje, recebi um telefonema direto da empresa, agendando o tal teste, sem que tivesse ainda passado pelo setor de RH.

Então fica assim: amanhã volto para casa. E, semana que vem, estou de volta à essa terra cinza.

Continuem torcendo.

5 Respostas to ““os ventos da mudança…””

  1. zema ribeiro Says:

    tou torcendo, cabra. abração!

  2. karen Says:

    woah, que bacana! espero que dê tudo certo! (:

  3. Carina Says:

    Eu disse que tudo passava, não disse?
    Vc precisa me escutar mais! huahauahua [coisa de mãe né?]
    E, estou torcendo! =) sempre!

    bjocas Jorge, boa sorte em tudo ai! [o orkut me deixa intrigada às vezes! hahaahhaa]

  4. Alexandre Inagaki Says:

    Ei JW, mande um currículo pra mim!

  5. Tielo Says:

    Pois é… como diria Klaus… Wind of change…

    Bela canção.. boa sorte.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: