Make a Plan To Love Me

Se tem algo que sempre achei uma grande palhaçada é a chamada “síndrome do underground“. Coisa de adolescente bobo que quer ser o diferente isso de não querer que ninguém mais no mundo saiba que seu artista favorito existe.
Infelizmente alguns do nomes mais freqüentes no meu playlist (Jeff Buckley, Pedro the Lion, Elliott Smith, Damien Jurado, entre outros) são, muitas vezes, alvos desse tipo de público exclusivista.

Aproveitando o dia chuvoso para organizar uns arquivos aqui, lembrei de outro nome também querido por esses lados, vítima desses fãs injustos e inseguros: o já não tão garoto Conor Oberst, o senhor Bright Eyes.
Caprichoso na produção (“ai, que raivinha do Conor! quero que ele volte pro porão e fique trancado lá se esgüelando com um violão e um toca-fitas velho!”) Cassadaga, lançado no começo do ano, é digno de figurar nas famosas listinhas de melhores do ano (talvez não num top 5, é fato, mas num top 10).

Segue abaixo um vídeo de uma apresentação do sujeito, ao lado da Filarmônica de Los Angeles, gravada no dia 29 de setembro. O vídeo não é lá grande coisa, mas pela música, vale a pena. Coisa fina.

“make a plan to love me sometime soon / life is too short / to be a fool…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: