Archive for the ‘poesias (ou quase)’ Category

[sem título]

março 29, 2008

Quantos?
Quantos livros,
Quantos filmes,
Quantos discos?
E os sorrisos,
Quantos?
Quantas vezes, do melhor ao pior?
Quantos rostos?
Quantas unhas, suor?
Quantos medos,
Espelhos, segredos?
Lábios, línguas, saliva…
Conta!
Quantos pratos, copos,
Tratos, contratos, retratos?
Quantos pedaços de plástico?
Quantos momentos mágicos?
Erros pra pra consertar,
Lembranças para guardar…
Quantos dias?
Quantas horas?
Quantas?
Você saberia contar?

A Curva

dezembro 18, 2007

Ia,
só que parou.
Fez que voltava
e não voltou.
Dobrou.
Tentou.
Mudou de estrada,
mas enguiçou.
Retornou.
Remoeu.
Repensou…
Recomeçou.

[sem título]

dezembro 7, 2007

Maria juntou meus trapos
Jogou aos ventos,
Hora de partir,
“Não voltes mais”.
Pobre Maria…
Embora o corpo presente
Todo o meu resto,
Sem despedir
Lhe abandonara tempos atrás.

[sem título]

outubro 17, 2007

e aquela certeza, antes tão definitiva
de tão certa encontrou o seu aveso.
uma canção, um dia, prometo
sem tristeza, sem adeus, sem nomes:
nosso segredo.
escondo as histórias
guardo os sorrisos
as boas memórias
e o velho soneto de Vinícius.

3 segundos (again)

setembro 29, 2006

texto por JW e arte por Douglas Félix

Versão com desenhos que o Doug fez para o texto que postei aqui há alguns dias.

ps.: se alguém entendeu o último quadrinho, por favor, me explique!

ps2.: qual é a dessa barbinha no cara do desenho?! heheh

3 segundos

setembro 25, 2006

Suor sutil escorre de sua pele,
Sorriso lento surge no seu rosto.
Eu, sem chão,
Absorto
Absorvo
O bom calor que emana de seu corpo.

Seu perfume fica nos meus braços,
Minhas mãos se firmam dos seus lados
(Abraços).

Unhas quase rasgam os meus ombros
E como fogos
Explodimos
(Escombros…)
Entre juras, promessas, e risos
Em pouco mais de alguns segundos,
Somos nós dois,
Somos todos, somos tudo,
Somos o mundo
E somos muito mais que isso.

Simples

setembro 12, 2006

Silêncio.

Perfume,
Suor,
Sorrisos,
Suspiros.

Hoje
O “agora”,
O que importa.
Não “antes”,
Talvez o depois
Se for…
Nós dois.

Ar.
Lábios,
Lábios…
Outras?
Não mais,
Nunca mais.
Paz.
Sente?
Ri.
Sorri.
Suspira.
Espera!
Respira.
Vem comigo.
Vem você,
Vamos os dois!
E eu vou.
Eu vivo.
Eu fico
Contigo,
Parado,
Em silêncio,
Sorrindo.

Suspiros.