Archive for outubro \30\UTC 2007

“the game has just begin”

outubro 30, 2007

Jogos Mortais.
Sempre gostei de filmes que envolvem assassinatos em série, violência bem pensada e trama surpreedente, mas devo admitir que me interessei ainda mais por esse tipo de coisa depois de ter me relacionado com uma pessoa que assistia pelo menos um suspense por dia.
O vício dela tornou-se meu hábito, e quando dei por mim, a estava presenteando no natal – para o espanto do resto da família – com um box contendo os dois primeiros filmes da série Jogos Mortais. O relacionamento acabou, e se há algo que ficou foi o gosto por filmes como esse (de vez em quando penso seriamente em telefonar para ela, pedir o box emprestado e nunca mais entregar).

Pois hoje fui ao cinema assistir ao quarto filme. Não vou ficar aqui babando, tecendo comentários gigantes sobre. Ao invés disso, deixo apenas uma palavra: ASSISTA!

“Make your choice!”

***

ps.1: Só não conto o final porque não lembro o nome do policial que também era ajudante do John Kramer.

ps.2: Valeu a companhia, honey! Fez o dia valer ainda mais a pena. =]

ps.3: Hannibal vs. John Kramer… seria uma boa!

Down In A Hole

outubro 27, 2007

Ryan Adams é o cara. Não satisfeito em lançar Easy Tiger – um dos grandes álbuns do ano, que coloca sua carreira de volta aos trilhos através de grandes canções como Goodnight Rose (Tim Buckley, obrigado por ter existido!), Everybody Knows (quem diria, ein, Sheryl Crow?!) e Two Hearts (nada a ver com aquela do Phil Collins!), ainda rolou tempo para gravar e lançar o bom ep Follow the Lighs (sem links, mas rola no slsk), com destaque para o belo cover de Down In A Hole, do Alice In Chains, que você confere aqui embaixo:

“Down in a hole, feelin’ so small
Down in a hole, losin’ my soul
I’d like to fly,
But my wings have been so denied”

Segundo um amigo, que não gostou do cover, Ryan não é “depressivo o suficiente para interpretar AIC”. Verdade ou não, eu não me importo. Para mim, o grande lance dessa versão é que Ryan e o Cardinals enxergaram na música uma certa veia country que na verdade sempre esteve por ali, ainda que escondida.

Abaixo, a versão original (muito boa também), para quem quiser comparar.

Make a Plan To Love Me

outubro 24, 2007

Se tem algo que sempre achei uma grande palhaçada é a chamada “síndrome do underground“. Coisa de adolescente bobo que quer ser o diferente isso de não querer que ninguém mais no mundo saiba que seu artista favorito existe.
Infelizmente alguns do nomes mais freqüentes no meu playlist (Jeff Buckley, Pedro the Lion, Elliott Smith, Damien Jurado, entre outros) são, muitas vezes, alvos desse tipo de público exclusivista.

Aproveitando o dia chuvoso para organizar uns arquivos aqui, lembrei de outro nome também querido por esses lados, vítima desses fãs injustos e inseguros: o já não tão garoto Conor Oberst, o senhor Bright Eyes.
Caprichoso na produção (“ai, que raivinha do Conor! quero que ele volte pro porão e fique trancado lá se esgüelando com um violão e um toca-fitas velho!”) Cassadaga, lançado no começo do ano, é digno de figurar nas famosas listinhas de melhores do ano (talvez não num top 5, é fato, mas num top 10).

Segue abaixo um vídeo de uma apresentação do sujeito, ao lado da Filarmônica de Los Angeles, gravada no dia 29 de setembro. O vídeo não é lá grande coisa, mas pela música, vale a pena. Coisa fina.

“make a plan to love me sometime soon / life is too short / to be a fool…”

Babilônia 1981

outubro 20, 2007

Olá, Wagner!
Prazer!
Sou leitora fiel da sua Canção Pobre. Não sei você já ouviu falar do meu vlog, o Babilonia1981,
mas ele já tem mais de 25 episódios no ar com 38 mil views e tá bombando na Internet: http://babilonia1981.com/
Você conhece?

Então, eu, o Haroldo e o Marquinho criamos uma forma de divulgar os nossos vídeos: vamos dar um vinil com a trilha sonora
usada nos vídeos para quem divulgar o vlog da maneira mais bacana.

Ele já tá pronto e só tem coisa boa: Lado AOs alquimistas estão chegando, Jorge Ben; Eu amo você, Tim Maia;
You don’t know me, Caetano Veloso. Lado BAumenta que isso aí é Rock n’ Roll, Banda Podecrer; Amor, Secos e Molhados;
Racional Cultural, Tim Maia.

Na nossa comunidade no Orkut já tem gente se estapeando pelo souvenir http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=39080934
e agora nós queremos colocar os blogs nessa promoção também! A mecânica é: quem fizer a divulgação mais bacana do nosso vlog leva o vinil.

Daí é me mandar o link com o post e os seus dados pra eu enviar o bolachão!

Beijos,

::aninha falcão::
http://br.youtube.com/babilonia1981

Recebi esse email um dia desses. Acontece que não sou criativo e não tenho sorte com promoções (a única rifa que me beneficiou na vida foi fraudada, na época do colégio: eu e uns amigos vendemos 9 números de um relógio com a única intenção de comprar uma garrafa de 2 litros de refrigerante; por mero acaso, o dono do relógio acabou sendo o ganhador…), então melhor postá-lo aqui assim mesmo, na íntegra, até por ter achado bem legal essa forma de divulgação.
Resumidamente, Babilônia 1981 é uma série em que os personagens Marquinho e Haroldo tratam do cotidiano dos jovens do começo da década de 1980.
Segue abaixo o episódio Triângulo, só pra você saber melhor do que se trata.

[sem título]

outubro 17, 2007

e aquela certeza, antes tão definitiva
de tão certa encontrou o seu aveso.
uma canção, um dia, prometo
sem tristeza, sem adeus, sem nomes:
nosso segredo.
escondo as histórias
guardo os sorrisos
as boas memórias
e o velho soneto de Vinícius.

9h10min

outubro 16, 2007

Não sei se você leu o texto que escrevi sobre o cd Ruído (sim, tem um link pra ele bem aqui), da banda independente carioca Alice, publicado aqui no blog e lá no Speculum. Sem problemas.
Nele havia um trecho em que eu destacava as faixas 9h10min e 15h25min, dizendo que essas eram as mais próximas de serem consideradas como os “hits” do álbum. Pois a primeira ganhou esse clipe que eu posto agora aqui embaixo:

Ouvir dizer…
Pedro The Lion, Radiohead, frases desconectas, óculos de aro grosso, magrelos, gordinhos, barba por fazer, cabelos despenteados, camisas listradas.
Era boato, era boato.

[…]

outubro 15, 2007

É… desculpa aí, viu?

Ekoa

outubro 14, 2007

Sabe o Jason, aquele grupo carioca de hardcore capitaneado pelo Panço e que comemorou 10 anos de carreira com uma turnê pelo nordeste há uns meses atrás, com uma formação que incluia Rodrigo Barba (que foi baterista daquela banda que acabou)?
Pois então. O Anderson, vocalista que tem excursionado com a banda desde o ano passado, tem uma outra banda chamada Ekoa, um outro esquema, com uma pegada um pouco mais próxima do que convencionou se chamar de metalcore. Boa.

Tem duas músicas disponíveis no myspace da banda, e na trama virtual também. E essa semana, sexta-feira, eles liberam uma nova por lá.

Videotape

outubro 11, 2007

“this is my way of saying goodbye
because I can’t do it face to face”

Seguem abaixo duas versões de Videotape, uma das minhas favoritas de In Rainbows.
A primeira é mais limpa, apenas com o piano e a voz de Thom Yorke. Já a segunda traz a banda toda, com destaque, a partir de dois minutos, para a interpretação do guitarrista Johnny Greenwood (que infelizmente aparece mais contido na versão presente no disco).

Quem precisa de Chris Martin?!
Se Coldplay esgotou suas possibilidades depois dos dois primeiros discos, aqui está a prova de que Radiohead, depois de tanto tempo, ainda tem muito para mostrar.

Caiu na rede!

outubro 10, 2007

Sabe o In Rainbows, novo do Radiohead que começou a ser vendido hoje via internet?
Pois é. Tá bom pra cacete. E se, mesmo com a facilidade de poder escolher quanto vale para ter o álbum em mp3 no seu pc, você preferir não pagar nada, sem problemas: já tem uma porrada de links pra baixá-lo de graça por aí.

É só procurar. 😉